Doméstica seviciada pelo casal de patrões

Um conto erótico de MOD - Fantasy Island
Categoria: Grupal
Data: 02/03/2011 02:52:22
Última revisão: 02/03/2011 03:23:41
Nota 8.70

Conto com fotos/video - Podem pedirOutro dia recebi o telefonema de um

amigo, que me narrou o que ele e

sua namorada fizeram com a pobre

da doméstica crente que trabalha na

casa dele.

.

Vitor é um cara nos seus 50 e poucos,

alto, cabeça raspada, magro, e ainda

extremamente sexualmente ativo

principalmente porque namora

Fabiana, uma loura 20 anos mais

nova e dona de um par de olhos

extremamente verdes alem de de

uma bunda empinadissima, que

segundo Vitor, ela sabe usar na

sua plenitude. Alem disso, Fabiana

tem uma imaginação fertilíssima e

é bisexual, chegando mesmo a

apontar para Vitor outras

gostosas que passam por eles,

sussurrando ao seu ouvido:

Amore.. gostaria de comer aquela

bunda comigo ?

.

Na casa de Vitor e suas duas filhas, trabalha há anos uma

mulatinha mignon chamada Vivi. Sempre risonha e alegre

está sempre disposta a agradar o patrão com suas comidinhas

especiais e dedicação, porém sempre mantendo a necessária

distância física do Seu Vitor, já que é casada e freqüenta

assiduamente a igreja universal do reino de Deus.

.

A entrada de Fabiana revelou um certo ciúme na doméstica

pela maneira como Dona Fabiana se comportava mesmo na

frente dela, beijocando o Seu Vitor sempre que podia.

Mesmo mantendo distância do patrão não podia negar à sua

melhor amiga, que varias noites só conseguiu dormir tocando

uma vigorosa siririca pensando no patrão e como seria levar

vara daquele homenzarrão.

.

Este meio que ciúme levava Vivi as vezes a dar uma espetadela

na namorada de Vitor em uma ou outra oportunidade e isso

gerou uma vontade em Fabiana de dar o troco de uma maneira

bastante singular. Comentou com Vitor que tinha tesão na

mulatinha e gostaria de perfurá-la na traseira com um bom

consolo para ver a neguinha gemer no espeto. Vitor no início

tentou demover Fabiana da idéia já que poderia vir a peder a

empregada e nunca teve liberdades com ela, mas a insistência

de Fabiana acabou levando-o também a acordar seguidamente

de pau duro imaginando a cena das duas.

.

Armaram um plano de levar Vivi para fazer um serviço na casa

de Fabiana e então embebedá-la (a doméstica já tinha dito que

era fraca na bebida) e então ... abusar da crente.

Discutiram a estratégia por dias seguidos, e no dia que

precederam o suplício da doméstica Fabianai lhe mandou

um SMS:

- Como está essa ferramenta para amanhã ? Se prepara para

mandar pro espaço as preguinhas do cu da empregada.

Amo vc...

E Vitor respondeu por outra mensagem SMS:

- To afiando a ferramenta, coitadinha..

.

E o dia chegou.. e passou devagarzinho pois a execução só

se faria no final do expediente. Vivi concordou em fazer uma

faxina na casa de Fabiana por um troco extra e Vitor a levou

em seu carro para a casa da namorada. Lá chegando a

convidaram para saciar a sede do calor de verão com um

copo de cerveja. Vivi aceitou meio sem graça e o papo girou

sobre experiências dela de solteira e de como tinha perdido

a virgindade, e se já tinha tido experiência com uma mulher.

Com a cerveja, Vivi foi se soltando e contando que uma vez

uma mulher a tinha beijado e bolinado no banheiro de uma

discoteca. A experiência tinha sido excitante mas que ela

sentia uma grande vergonha do que tinha feito.

.

Fabiana, que estava de mini-saia e sem calcinha, então se

recostou no sofá, levantou as pernas mostrando a xoxota

depiladinha e com o grelinho a mostra e disse:

- Tem coragem de chupar uma dessas ?

Vivi arregalou os olhos e olhou para Vitor.

- Ai seu Vitor.. num sei se tenho coragem não.

Daí Vitor se levantou e agarrou a doméstica pelos cabelos:

- Vivi, você tem sido muito relapsa no serviço, chegando varias

vezes atrasada no trabalho, portanto acho que você tem que

pagar uma prendinha, daí que vai dar uma linguada na xana

da patroa pra se redimir dos pecados..

.

E foi empurrando a cabeça da moça até colar os lábios dela na

buceta da namorada. Vivi muito envergonhada, mas sob

pressão patronal deu primeiro um selinho na xota escancarada

- Chupa direito menina. Passa a língua, vamos !

Então ela começou a lamber a racha como um gatinho, e

Fabiana puxou sua cabeça ainda mais de encontro a sua

xoxota agora completamente molhada de desejo.

O cheiro da buceta da patroa enchia as narinas da doméstica

e a excitavam sob o efeito da cerveja ingerida, daí perdeu o

norte e caiu de boca em cheio dentro das carnes de Fabiana.

.

Enquanto isso, Vitor a liberava de suas vestes, terminando

por arriar-lhe as calcinhas até o meio das coxas e abrir as

bandas de sua bunda carnuda para ter a primeira visão em

anos de serviço... do cu de sua empregada. Era marrom

escuro, e bem pregueado. Parecia justo, praticamente sem

uso. Meteu o dedo médio na boca para saliva-lo e testou o

ânus da coitada penetrando a primeira falange naquele

buraquinho quente. Vivi gemeu com a boca cheia das carnes

da patroa e fez menção de tentar tirar o dedo do patrão com

sua mãozinha, mas Vitor sacou um par de algemas do bolso,

puxou sua outra mão livre e algemou as duas.

.

Fabiana então se liberou da chupada mágica, colocou Vivi

de joelhos enquanto Vitor abaixava suas calças e se sentava

na poltrona com o pau ereto, e ordenou:

- Vivi, sua doméstica safada, você chupou buceta e agora vai

mamar na pica do seu próprio patrão..

- Ah Dona Fabiana, isso eu não posso fazer. Ele é meu patrão

- Por isso mesmo que vai fazer e bem direitinho..

E forçou a cabeça da menina até a boca dela engolir o mastro

do namorado. Muito sem jeito Fabiana foi abrindo a boca ao

máximo e deixando o cacete do patrão penetrar sua boca até

tocar o fundo da garganta. Chegou a engasgar e uma babinha

correu pelo caralho abaixo.

.

- Já chega, disse Fabiana. E puxou a mulatinha ainda

algemada para a cama e acomodando-a de 4, com a bunda

apontando para o teto.

- Cade a duchinha Vitor ?

- Tá aqui Fabiana

- Que vocês vão fazer comigo ?

- Vamos te preparar para um serviço especial.

Vitor trouxe o instrumento, uma bola de borracha laranja

acoplada a um tubo preto fino que enfiava em um mais grosso

e usualmente é usado para fazer lavagem vaginal.

.

Fabiana passou KY em todo o comprimento do tubo, encheu

a bola de água na pia, enquanto Vitor mantinha Vivi de cara

no travesseiro sem poder ver. Então a loura lentamente

enfiou o tubo na roseta pregueada da empregada de seu

namorado, enquanto ela gania de susto. Com o tubo todo

atochado no rabo da menina, Fabiana apertou bem a bola de

borracha, fazendo as pregas da mulata se encherem de liquido.

Repetiu a operação mais duas vezes, com Vitor mantendo o

pescoço da doméstica preso por suas mãos fortes, até que

ela gemeu:

- Pelamor de Deus, to grávida de água, preciso me aliviar,

me solte por favor...

.

Só então liberaram a coitada, que foi correndo para o banheiro.

Vivi tinha levado o famoso enema triplo.

Após liberar toda a água notou que o finalzinho já era com

água bem limpinha, então se lavou no bidê pois sabia que

seu castigo ainda nem tinha começado.

.

Encontrou Dona Fabiana nuazinha e vestindo um cinto

acoplado a um fogoso cacete de borracha, que ela advinhou

que o destino seria a visita a vários dos seus buracos.

Não deu outra.. Foi forçada a chupar vara de plastico e

depois a ficar na quina da cama se apoiando com as mãos

enquanto Vitor abria sua bundinha crente para a execução

de sua buceta e cú pelo cacete da patroa..

.

E teve seu rabo bem alargado enquanto a patroa lhe falava

ao ouvido:

- Leva esse no cú pois estou preparando seu rabinho para

o pau do seu patrão. Esse sim é que vai ser grosso e

estourar tuas pregas, safada.

Enquanto isso Vivi divisava Vitor lubrificando seu cacete

entumescido e apontando veias sobresaltadas.

- Ai meu Deus.. Que que eu fiz ? Por que estou merecendo

esse castigo ? Juro que não me atraso mais seu Vitor..

.

Fabiana então liberou o rabo da doméstica do seu cacete

de plástico, examinou o estrago feito no fiofó da empregada

e Vitor se posicionou imediatamente na traseira da mulatinha

para finalmente enrabar pela primeira vez sua empregada.

Seu tesão estava enorme e o pau duro como mármore.

Enquanto o pau lhe penetrava, teve novamente que chupar

o cacete de plástico de sua patroa.

.

- Agora vamos à DP... disse Fabiana

Monta no pau do meu namorado... Isso.. senta mesmo..

Agora relaxa o rabo.. vai mulatinha safada.. Relaxa que você

vai ganhar um presente duplo...

E Fabiana enrabou a neguinha concluindo a dupla penetração.

Era muito pau de uma vez para a doméstica.

A fricção com seu grelo era enorme, a pressão da patroa nas

suas costas, devastadora; o calor em sua própria xana

fundiu seu útero e ela gozou. Como gozou... Envernizou

completamente o pau de seu patrão, e não se conteve e passou

a beijar sofregamente sua boca, enquanto a namorada de Vitor

se enchia de ciúme e mais forte pirocava seu rabo.

.

Após um merecido descanço, Vivi então resmungou que

aquilo não era correto e que ia se queixar ao pastor de sua

igreja. Vitor e Fabiana ficaram preocupados e disseram que

lhe satisfariam um desejo se desistisse de contar pro pastor.

- Bom.. se eu posso pedir.... Quero comer o cu da patroa

também. Assim ficamos quites.

.

Vitor e Fabiana se entreolharam..

- Mas você vai comer o cu da minha mulher ?

- Vou !!

- Deixa Vitor. Deixa senão vai dar problema...

.

E Fabiana começou a chupar o pau do namorado enquanto

Vivi vestia o mesmo consolo que a tinha executado e partiu

pra cima da loura maquiavélica. Agora ela que ia sentir nas

carnes a malvadeza que tinha feito.

E no cu tomou a loura. Tomou de uma mulatinha agora não

mais tão submissa mas mandante.

- Isso Dona Fabiana. Experimenta agora... Sempre quando

há um enrabamento tem alguém se deliciando e alguém

sofrendo... Agora eu é que to me deliciando... E abre bem

essa bunda de branquela azeda que a pretinha aqui vai se

fartar nesse cu arrombado. Anda, arregaça a bunda madame !

.

Era outra Vivi... Onde ficou aquela doméstica boazinha e

submissa. Tinha se transformado numa algoz sem piedade,

e o furingo da patroa estava pagando com a mesma moeda.

Fabiana levou vara até o cu fazer bico e Vitor então resolveu

completar a farra com um trenzinho, enrabando novamente

sua empregada querida... Gozaram os três ao mesmo tempo

aos gritos..

.

A casa de Vitor nunca mais foi a mesma depois disso.

Nem à mesa, com as filhas presentes, Vivi não deixava de

discretamente encostar sua buceta no ombro de Vitor

quando o servia... Que suplicio..

.

Com esse conto é capaz que a Jacyra Doméstica se anime

tambem a dar para os patrões dela em 'Petrópis'...

.

Abraço do

MOD - Fantasy Island

.

Quem quiser o video pode pedir (mas mencione

que é para esse conto) para o nosso email:

postem bastante comentarios que a gente gosta.

Leiam tambem os outros contos dos nossos escritores

clicando no icone la em cima.

.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
09/11/2015 19:31:17
Uh lá lá. Nota 10!!
04/06/2012 21:23:19
adorei o conto manda o video nota 10
18/04/2012 21:25:58
manda o video para mim
09/01/2012 16:18:32
Adoro os contos, sao todos muito excitantes
20/10/2011 21:16:10
Envia pra mim também, que tesão este conto hein! Bjosss.
21/04/2011 14:38:41
Olá amigos, Obrigado pelos comentarios. Para o pessoal daqui pra baixo eu enviei o conto com fotos e video. Quem mais quiser é só informar o email. Abraço MOD - Fantasy Island
11/03/2011 15:55:42
Como deve ser bom enrrabar a empregada!! M e manda o video e as fotos p/
10/03/2011 15:31:43
Muito bom amigo manda o video e as fotos desse conto pra mim, tambem to afim de enrraba a minha emprega. Este meu email:
08/03/2011 21:21:14
E agora uma última novidade... Estou disponibilizando as fotos reais (repito: reais) deste conto e seu video secreto. É só me pedir pelo email , dizendo que é deste conto. Abraço MOD
06/03/2011 04:11:28
Outro leitor me mandou um video em que mostra ele sodomizando a propria empregada tambem. Quem me pedir por email eu envio este conto com fotos e video e o video do leitor. Meu email: MOD
02/03/2011 10:53:54
Adorei seu conto!!!
02/03/2011 10:30:24
Eita lasqueira ha se eu tenho uma domestica assim...
02/03/2011 09:22:50
Caraca, o conto mais irreal que alguem ja escreveu. Fiquei sem saber como uma mulher fica de 4 algemada. Depois ela faz cu doce para chupar a pica depois de chupar a buceta. Nota zero. 3 vezes.
02/03/2011 03:25:06
MOD, mas que conto mais tesuuuuuudo. Adorei e quero o video tambem. Me manda para: Beijinho Nadine

Online porn video at mobile phone


video porno com homens grislhos transando com outros madurosXsvideos patroa levando surra de cinta nuacasa dos contos eróticos dei para meu filhomulher gosando de mas qe xega espirra lange.comcasasdoscontos 49/54contos gays o mimadoxvideos essa mulher fezes 32 homens de trouxawww.videos de sexo amararam o marido e comeram a patroacontos eróticos de feminizaçao forçadaMarido bota consolo e bomba na buceta da esposa ela nao percebiconto erótico crente negraPetreky porncasada na frente do marido corno esperando leite quentinho da buceta da esposao surfista loiro me comeu contocontos eroticos eu meu namorado e o cachorroxvideos ela pensou que ele tinha parado de gozar e quase engasgoucontos dei para meu cunhado marido da minha irmãcontos eroticos 2018 com velhoscontos eiroticos leilapornWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS ERÓTICOSvideos de bucetas intaladas na rola grossaencoxada mau cobertaconto erotico gay cunhadosfoto do negao inedita nunca vista da rola seper grossaContos de cornocontos veridicos com enteadasXx videos galeginhas do olhos azulcasada putaxvidioscontos eróticos de larimendescorno covarde chorãoContos novinha bolin d pel titia enquanto o tio dormetia pedi pra o sobrinho impurrar tudo e diz vou gozarconto porno saiu sangueconto erotico smartfitDuda senta na cabeça do pau do filho e dá uma reboladinhahomem nu vi fugindo de cachorro dentro de um quartos com uma mulher so com a vaginas do cu de fora aí eles fazem sexofudendo mulher so de calcibha pedido rola xvidiomtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1pai esfrega a ponba n clitoris d filha e faz goxarcontos eiroticos leilaporncaso elevo omigo com 30 centimetro de pau pra foder esposaconto cão estupra donapornodoidomenageContos novinha bolin d pel titia enquanto o tio dormeconto erotico rasga minha buceta e esfola meu cumeu filho me sondava deu cu do eu comtos eroticosconto mulher sede a chantagem de garoto tranzarcontos eiroticos leilapornconversa com coroa carente cellcontos eiroticos leilapornnovinha setando na rrolagaroto punheteiro macumbeiro xvideoxvideos menina se mastorbando com giz de ceraGelo e Fogo conto incesto gay irmaõ com irmaõ 3 capítulocontos eróticos condolos e vibradores participamconto erotico velha casada banca negao pirocudosarrada no culto contos eroticos gang bangsexo suor e gemidosNovinha provoca seu cachorro e acaba engatada nele mulher derramando enfiando um copo de cachaça na bucetacomendo a sobrinha de 13 aninho conto eroticostrintona rabuda experimentando anal com novinho pirocudo xnxxconto erótico fui obrigada a f**** minha irmãzinha novinhaVIDEO caseiro porno FODENDO novinha no.aniversário de 15aninhocontos erotico coroa comeu ru e minha mulhercontos eiroticos leilapornfatimasexporno#contos eroticos noveanoscom minha prima no apagao xvideosxvıdeo novınha safada . comcontos eróticos gay cunete entre molequesfedelhos tesudosmulher embriagda gosta ou nao do sexo?irman tomando baio e lavando opriquito e o irmao vendominha esposa transando com meu amigo na barraca de campingxisvedeo marido contrata um estrupado para come sua mulheo vídeo de um homem e uma mulher dançando pelada com botãozinho para minha boca sem travar para não escolher se eu quero ou não aquele é minha nota porfavor aquele pretoesposa solta no darkroombaixar video de pai louco de cachaça come flha novinhababei n xerereca d minha netinha contos eroticoscontos de sexo depilando a sografotos de mulheres com camksinhas nas bucetasnovinha nao aguento negao junento se contorseu de dorconto erótico treinador gostosoxvidio baxinha gozou enfiando o dedo bem ligeiro na bucetaContos comi a bucetinha virje da neta da pastora da minha igreja ela chorava muito eu meti sem dopornô doido gostosa jovial transando gostoso com amiga e o molequefilha minha femea conto